quinta-feira, 25 de junho de 2015

A ALMA E CONSCIÊNCIA DOS ANIMAIS


 
Para quem duvida ainda que os animais têm sua alma e consciência, vem finalmente um grupo de neurocientistas confirmar aquilo que muitas pessoas já acreditavam há muito  e podem a partir de agora demonstrar aos cépticos o quão estavam errados ao negarem simplesmente que os “irracionais” não têm a mesma percepção de dor e sofrimento dos humanos.
 
O neurocientista canadiano Philip Low, pesquisador da Universidade de Stanford e do Instituto de Tecnologia dos EUA, revelou numa conferência em Cambrigde os resultados de suas pesquisas dizendo que afinal “todos os mamíferos, aves e outras criaturas, incluindo polvos, têm consciência”.  Ele e mais 25 pesquisadores constataram que as estruturas cerebrais que produzem a consciência nos humanos também existem nos animais e por isso a conclusão é de que eles sentem dor e prazer como nós e não podemos mais continuar a negar o óbvio.
 
 “A partir de agora acho que vou me tornar vegetariano”, diz o neurocientista  que tem uma maior compreensão sobre o que sentem os animais numa experiência de medo quando são levados para os Matadouros para serem abatidos ou condenados à morte. Todos os consumidores de seus cadáveres esquartejados deveriam refletir sobre esta questão, a menos que não tenham consciência, alma ou coração.
 
 “Nosso papel de cientistas não é dizer o que a sociedade  deve fazer, mas tornar público os dados que temos e aquilo que enxergamos. A sociedade deve discutir este assunto e decidir  novas leis sobre os animais protegendo-os de alguma forma”...
 
 “No longo prazo penso que a Sociedade dependerá menos dos animais, será melhor para todos”, concluiu Philip Low, denunciando ainda que todos os anos são gastos 20 biliões de dólares sacrificando milhões de vertebrados em pesquisas médicas testando medicamentos ou produtos de cosmética para os humanos. “Não acho necessário tirar vidas para estudarmos a vida”, concluiu o cientista apelando para a própria engenhosidade ou capacidade humana de desenvolvermos melhores tecnologias para respeitar a vida dos animais.
 
 Para terminar este artigo cito Leonardo Da Vinci que já dizia no seu tempo o seguinte: “Chegará o dia em que se conhecerá o íntimo dos animais (a alma e consciência). Nesse dia, um crime contra um animal será considerado um crime contra a própria humanidade”.
 
 Penso que chegou esse tempo.
 
 Rui M. Palmela

3 comentários:

  1. “A partir de agora acho que vou me tornar vegetariano” is not correct. I said "vegan" and have been vegan since 2012.

    Regards,

    Philip Low

    ResponderEliminar
  2. “A partir de agora acho que vou me tornar vegetariano” is not correct. I said "vegan" and have been vegan since 2012.

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar

Related Posts with Thumbnails